Make your own free website on Tripod.com

Biografia

Graziella de Cássia Schmitt Silva é o nome da primogênita de Luciana Schmitt Silva e Luis Augusto Ckless Silva. Graziella nasceu no dia 26 de maio de 1981, sob o signo de Gêmeos, na cidade de Três de Maio, no estado do Rio Grande do Sul. Quando tinha 1 ano e 8 meses sua família mudou-se para Porto Alegre e foi na capital gaúcha que Grazi viveu praticamente toda a sua infância.

Quando tinha aproximadamente 2 aninhos, nasceu o seu irmão, o Luis Gustavo.

Sua infância foi maravilhosa, melhor impossível. Adorava brincar, correr, subir em árvores... Sua brincadeira preferida era esconde-esconde. Até os 8 anos, Grazi morou com a sua família num apartamento e no prédio em que moravam tinha umas cinqüenta crianças, então Grazi se divertia pra valer brincando com os seus amiguinhos. Quando Grazi estava com 8 anos, sua família se mudou para uma casa grande, numa rua bem arborizada e duas casas após a sua, ficava a casa da sua tia. Na sua casa tinha uma piscina, então no verão Grazi, seu irmão, seus primos e alguns amiguinhos da vizinhança adoravam se reunir para tomar banho de piscina. Ela lembra até hoje de como se divertiam.

Na escola, Grazi sempre foi quieta e comportada, nunca foi de bagunçar as aulas. Era muito responsável com os seus estudos e dedicada com as suas obrigações. Tirava notas altas, era uma ótima aluna. Não era muito namoradeira, sempre teve "amores platônicos" e nunca contava ao menino que estava gostando dele... Desde criança sonhava em ser modelo e atriz, mas seus pais não queriam vê-la trabalhando na TV, queriam que ela estudasse e fizesse uma faculdade. Mas a sua vontade prevalesceu e aos 12 anos ela foi fazer um curso de teatro. Cursou por um ano e atuou numa peça que ficou em cartaz por um ano e meio.

Nesta época sua família havia se mudado para o Rio de Janeiro, para a cidade de Niterói, pois o seu pai havia sido transferido. No início foi bastante difícil para ela, pois sentia muita saudade de Porto Alegre, onde tinha deixado todos os seus amigos e a sua família.

Quando Graziella estava com 13 anos, surgiu a primeira grande oportunidade da sua vida: Foram abertas as incrições para o concurso de paquita. Foi uma colega da escola que falou para Grazi e as duas foram se inscrever, mas Grazi guardou segredo, somente sua família e a melhor amiga sabiam.

A maratona então havia começado, eram muitas meninas inscritas e foram muitos dias de testes e eliminatórias. A cada eliminatória, Grazi permanecia firme, pronta para enfrentar o próximo desafio... Após muitos dias, foram escolhidas então as 20 finalistas e lá estava o nome de Graziella. Daí em diante, ela não conseguiu mais guardar segredo, pois os nomes das finalistas haviam saído no jornal, então todos ficaram sabendo que Grazi estava concorrendo e passaram a torcer muito por ela.

Em abril de 1995 chegou o dia da escolha final. Foi com muita emoção que Xuxa anunciou o nome das suas seis novas paquitas e Graziella estava entre as vencedoras. O grupo era formado por Andrezza Cruz (que atualmente trabalha com Xuxa no Mundo da Imaginação), Bárbara Borges (atriz, atualmente interpreta a Jeniffer, na novela Senhora do Destino), Caren Daniela Cunha Lima (que até pouco tempo atrás trabalhava como assistente de palco da Angélica no programa Vídeo Game e também fez algumas peças de teatro desde que deixou de ser paquita), Diane Dantas, Giselle Delaia (professora de dança e atriz, atualmente está em cartaz com duas peças de teatro) e Vanessa Amaral (atriz e violinista).

Como paquita, a vida da Grazi deu uma virada de 360 graus, a rotina em que ela estava acostumada foi totalmente modificada. Eram muitos os compromissos, ensaios o dia todo, aulas de canto, de dança, viagens, shows, e ainda tinha a escola que não podia em hipótese nenhuma ser descuidada. No início, Grazi teve bastante dificuldade com a dança. Ela era uma menina que adorava esportes, jogava vôlei, basquete, até futebol, mas com a dança ela não tinha intimidade. Já a maioria das outras meninas dançavam desde criança, então ficava muito difícil para a Grazi acompanhá-las nas coreografias. Marlene Mattos deu três meses para que Grazi aprendesse a dançar, caso contrário ela sairia do grupo. Foi um período muito duro, muito difícil, mas ela não entregou os pontos, muito pelo contrário, foi atrás do seu sonho com unhas e dentes. Passou a fazer de três a quatro horas por dia de aulas particulares de jazz, ballet e também aulas de postura corporal. Com muita determinação e força de vontade e muito amor pelo seu trabalho, Grazi foi melhorando a cada dia e conquistou definitivamente o seu posto de paquita.

Grazi diz que de tudo o que ela fazia como paquita, eram os Shows o que ela mais gostava, pois recebia uma energia contagiante do público que a deixava muito feliz. Quando mal havia completado seus 14 anos, Grazi fez seu primeiro show como paquita, para 45 mil pessoas. Ela conta que sua perna tremia muito, que ela estava muito nervosa, mas depois que entrou no palco, amou tanto que não queria que o show acabasse mais...

As paquitas Nova Geração fizeram muitos shows pelo Brasil e em outros países. Shows ao lado de Xuxa e shows do grupo As Paquitas. Além disso, gravaram dois CD's. O primeiro, foi o CD mais vendido no Brasil no dia das crianças, e como prêmio Marlene Mattos deu às meninas uma viagem a Disney. Também gravavam com Xuxa, os programas Xuxa Hits, Xuxa Park e Planeta Xuxa.

O trabalho como paquita abriu várias portas para Grazi e para as outras meninas. Durante uma gravação do Planeta Xuxa, Grazi foi surpreendida com um convite que se transformou em mais uma grande oportunidade da sua vida. O presidente da agência de modelos Elite estava presente na gravação e convidou-a a integrar o cast de modelos da agência. Começava assim a carreira da Grazi como modelo. Dali em diante, Grazi fez muitos trabalhos como modelo, campanhas publicitárias, ensaios fotográficos. Foi assim que após vários trabalhos, Grazi foi convidada a ir ao Japão. Ela aceitou o convite e em 1998 passou dois meses no Japão trabalhando como modelo. Lá ela fazia testes e fotos o dia todo. Foi um período muito válido na sua vida. Entretanto, Grazi conta que não foi fácil ter ficado dois meses lá sozinha. Ela sentia uma solidão muito grande, muita saudade do Brasil, dos seus amigos e da sua família. Após voltar ao Brasil, Grazi recebeu diversos convites para trabalhar, inclusive para voltar ao Japão, mas decidiu que ficaria no Rio para aproveitar até o finzinho seus últimos dias como paquita, pois as paquitas Geração 2000 já haviam sido escolhidas e ela sabia que em breve as paquitas Nova Geração seriam substituídas.

Em 1999 Graziella prestou vestibular, passou e ingressou na faculdade de Jornalismo, na UniverCidade. Cursou um ano da faculdade e acabou trancando em função dos trabalhos como modelo que estava fazendo em São Paulo. Quando resolveu voltar para a faculdade, optou por Artes Cênicas (teatro). No final de 2003, Grazi concluiu este curso. Na faculdade Grazi conheceu Carlo Filardi, com quem namorou por cinco anos, até 2004.



Em outubro de 1999 as Paquitas Nova Geração entregaram seus postos de paquita e se despediram do público no Xuxa Park. Ficaram como dançarinas no Planeta Xuxa. Em março de 2000 elas deixaram o Planeta, numa despedida muito emocionante para elas, Xuxa, a produção, enfim para todos que assistiram. Grazi disse que foi muito difícil para ela deixar de ser paquita, pois esta foi uma fase maravilhosa da sua vida.

Após deixar de ser paquita, em julho de 2000, Grazi recebeu um convite para ser apresentadora de um programa de TV na rede Record do Rio: o Programa Show da Gente. Aceitou o convite e desempenhou um belo trabalho. Ao lado da atriz Kamilla Fialho, Graziella apresentava o programa, que era direcionado a jovens universitários. O Programa consistia numa disputa entre universidades, onde os jovens respondiam perguntas relacionadas a esporte, cultura, etc... Grazi e Kamilla, além de apresentarem o programa, faziam as entrevistas com os artistas, jogadores, modelos, e estas eram apresentadas no programa. Por motivos técnicos, o Programa Show da Gente deixou de ser exibido.

Em setembro de 2000, Grazi encarou mais um desafio: Decidiu concorrer no concurso Garota do Tempo do Jornal O Dia, do Rio de Janeiro, para ser a nova Garota da Primavera. O concurso iniciou no dia 18 de setembro e terminou no dia 21, e, juntamente com Grazi, concorriam duas meninas, Adriane e Monique. Neste período, as pessoas votavam pela internet ou pelo telefone, escolhendo qual das três candidatas seria a nova Garota do Tempo. Grazi venceu, recebendo um total de 73.949 votos. Com a vitória, Grazi ilustrou diariamente o Jornal, na sessão de Previsão do Tempo, durante os três meses que compreendem a estação da Primavera.

Daí pra frente muitos trabalhos novos foram surgindo e a carreira da Grazi como modelo voltou com força total. Ainda no ano de 2000, Graziella fez dois panflets para as Lojas Americanas que sairam em todo o Brasil, foi capa da Revista Guia Astral, fez diversos desfiles, apareceu diversas vezes nos jornais O Globo e O Dia, gravou alguns comerciais, saiu no novo site da Xuxa, Portal X, no link Estilo X, foi capa da Revista Internet.br e ganhou mais um concurso, o concurso de beleza Havaianas Top Model, realizado na Ilha de Itaparica (Bahia), em novembro de 2000.

Também encenou algumas peças de teatro, como "A Bela e a Fera", que entrou em cartaz em novembro de 2001.

No final de 2001, Graziella se inscreveu nos testes para o Seriado dominical Sandy e Júnior e ganhou um papel, que foi o seu primeiro papel na TV. Durante todo o ano de 2002, Graziella interpretou a Laila, uma menina interesseira que queria a qualquer custo subir na vida e tinha como principal alvo namorar Júnior. Ela era irmã de Leila (Juliana Knust), uma garota tranqüila e serena, que não apoiava as artimanhas da irmã.

Com o final do seriado, Grazi fez mais testes na Globo e dessa vez foi escalada para o posto de apresentadora da TV Globinho. Junto com Fernanda de Freitas, Stephany Brito, Letícia Colin, Maytê Piragibe, Élida Muniz, Geovanna Tominaga e Ana Carolina Dias, Grazi formava o time de apresentadoras da TV Globinho, que se alternavam durante os dias da semana, apresentando os desenhos para as crianças.

Durante o ano de 2003, além de apresentar os desenhos da TV Globinho nas manhãs de sábado, Graziella participou de uma peça de teatro chamada "A Exceção e a Regra", na qual interpretava um homem. Esta peça simbolizou sua formatura na faculdade de Artes Cênicas.

Em janeiro de 2004 Graziella foi escalada para um novo trabalho na Rede Globo: interpretar a patricinha Vivi no seriado Malhação. Viviane é uma garota muito rica que começou a estudar no Múltipla Escolha e tem um noivo na Suiça, mas acaba se encantando por Cadu, rapaz pobre, interpretado por Bruno Ferrari. O casal Vivi-Cadu agradou muito ao público e deu tão certo que acabou rompendo as fronteiras da ficção e indo para a vida real: Grazi e Bruno começaram a namorar em meados de 2004. Graziella ficará mais um ano em Malhação, já foi confirmada a sua permanência no elenco em 2005.